COPA TRIANGULO: DEFINIDO A PRIMEIRA RODADA E A FORMA DE DISPUTA.

Definido nesta tarde de sexta feira(19) os participantes e a fórmula de disputa da primeira COPA TRIANGULO/ALTO PARANAÍBA 2016. Após dois congressos técnicos, várias equipes manifestaram o interesse, porém as dificuldades financeiras que o país atravessa impossibilitou a participação da maioria. A competição foi definida com oito equipes que são:

Brasília - Araguarí

Araguaia Shopping Park - Uberlândia

Douradoquara - Douradoquara

Fluminense - Araguarí

Indianópolis - Indianópolis

Ituiutabano - Ituiutaba

Paranaíba E C - Carmo do Paranaíba

Pratense - Prata

A primeira fase será em turno único, jogando todos contra todos (sete datas). Classificam-se os seis melhores para a fase seguinte onde serão formados dois grupos de 3 equipes. 

Na segunda fase, um grupo enfrentará o outro em jogos de ida e volta (seis datas). Classificam-se 2 de cada grupo para a fase semifinal.

A semifinal e final serão em jogos de ida e volta. (quatro datas)

As equipes do Pratense e Ituiutabano por estarem disputando outra competição terá o seu jogo antecipado para o sábado 12/03. Veja a primeira rodada.

DATA  LOCAL                                JOGO                                             HORÁRIO

12/03   PRATA                         PRATENSE X ITUIUTABANO                  15:00

13/03   ARAGUARI                  FLUMINENSE X ARAGUAIA                    15:00

13/03  INDIANÓPOLIS          INDIANÓPOLIS X DOURADORAQUARA  15:00

13/03  C. PARANAÍBA         PARANAÍBA EC  X   BRASÍLIA                   15:00

Também ficou defino o nome da competição: COPA TRIANGULO/ALTO PARANAÍBA 2016.

Apesar de ter uma partida antecipada para o dia 12/03, ficou definido que a abertura oficial da competição será em Carmo do Paranaíba, onde um Cerimonial será montado e uma bonita festa para um grande público deverá ser planejada. 

O presidente da LUF - Liga Uberlandense de Futebol, Renato Batista não revelou o nome, mas está em negociação com um grande parceiro para competição. 

 

Por Alexandre Oliveira.